Pages

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Nós somos ladrões de glória - Jonathan Leeman

"O amor de Deus, o evangelho de Deus e a igreja de Deus nos ofendem porque nós somos ladrões de glória, emprestando aqui a frase de Paul David Tripp. Deus nos criou para desfrutarmos e exibirmos a sua glória, mas o pecado enredou o nosso coração, de modo que agora tentamos roubar aquilo que por direito pertence a ele. Tripp ilustra esse ponto com uma simples história de um menino pequeno numa festa de aniversário de uma menininha de cinco anos. Ele dá uma olhada para suas lembrancinhas e depois para a enorme pilha de presentes dela. Aborrecido com a comparação, ele cruza os braços, faz um bico e emite um audível “hum! ”. Na verdade, ele repete esse “hum! ” Várias vezes para se assegurar que todos o ouvem. Finalmente, uma das mães que estava na festa se abaixa, traz o rosto dele perto do dela e diz algo profundo: “Johnny, esta festa não é a sua! ”67
Aquilo que é verdade para uma criança de cinco anos é verdade para todos nós: nós tratamos a vida como se ela fosse a nossa festa. Queremos que a montanha de presentes e os créditos pertençam a nós, não a qualquer outra pessoa. Muito menos a Deus. Passamos nossa vida conspirando contra esse fim. Deus responde à nossa conspiração não com um evangelho de “amor incondicional”, mas com um evangelho do amor “contrariamente condicional”. A ideia de amor incondicional sugere que ele se contenta em nos amar exatamente do modo como ele nos encontra, mas isso não está totalmente correto. Ele nos ama no momento em que nos encontra, mas ele nos ama nos transformando naquilo que devemos ser."

**  O verdadeiro amor de Deus nos ofende - Jonathan Leeman

Nenhum comentário:

Postar um comentário